Diretoria

Somos uma pequena diretoria de naturistas talentosos e empenhados com a filosofia, com uma ampla variedade de habilidades e experiências. Nós amamos o que fazemos e fazemos com paixão. Nossa intenção é fazer do NU-RN uma associação naturista representativa e atuante tanto internamente junto aos associados, quanto externamente junto à sociedade e às questões ambientais.

Encontrei o naturismo no ano de 1994, através do Programa Documento Verdade da extinta TV Manchete, onde teve uma reportagem com Celso Rossi e a Praia do Pinho.

E devido as dificuldades de entrar na Praia de Tambaba por ser solteiro, somente em fevereiro/2014, pude vivenciar o naturismo na sua essência, no Ecoparque da Mata na Bahia, pois antes praticava apenas o naturismo caseiro na minha residência.

O que mais gosto do naturismo é a sensação de liberdade, a auto aceitação, o respeito ao próximo e o cuidado com o meio ambiente.

Samuel Cunha

Presidente

Solteiro, 55 anos, advogado e também administrador por formação.


Desde minha adolescência através da revista “Naturis”, divulgadora do naturismo na época, adquirida através de assinatura e enviada pelos correios tive contato com o naturismo.

Eu praticava sempre que ía para alguma praia deserta despretensiosamente. Depois conheci o site Brasil Naturista e adquiri a carteirinha de acesso aos locais naturistas.

O que me encanta no naturismo é a possibilidade de ter mais consciência do meu próprio corpo e mente, bem como uma melhor harmonização com a natureza e demais naturistas.

Ilton Galvão

Vice-presidente

Eterno jovem aventureiro, solteiro, 56 anos e bancário aposentado.


Há 8 anos, em 2012, foi quando experimentei pela primeira vez um banho de mar nu na praia Brava em Trindade, RJ.

Sempre busquei novas experiências e ao experimentar com um amigo estar nu na natureza me apaixonei e descobri algo que já estava dentro de mim.

O naturismo proporciona aceitação de você mesmo e das diferenças, valorizando a diversidade, gerando respeito e possibilitando uma vida em liberdade!

Edson Vieira

Secretário

Viajante por natureza, 32 anos, cientista, pesquisador em ecologia marinha, também designer gráfico e fotógrafo.


Já praticava desde criança na fazenda dos meus pais. Gostava de tomar banho de rio nu.

Em 2002, fui a primeira vez a tambaba. Sempre que podia praticava o naturismo em praias desertas aqui do RN. Mas só em 2016 me tornei um praticante regular em tambaba.

A íntima relação com a natureza, fazendo parte dela e respeitando-a é o que mais gosto no naturismo.

Laércio Fernandes

Tesoureiro

Casado, 53 anos, motociclista, roqueiro e analista de banco de dados.


Quando pequeno era muito envergonhado e ao assistir o programa SBT Repórter sobre a Colina do Sol em 1994, com 11 anos, me fascinei por aquilo e desde então o assunto me encantou.

Sempre sonhei com uma associação naturista no RN e locais naturistas aqui. E ao me deparar com a notícia que um grupo no RN estava se organizando para criar uma associação, entrei em contato. Desde então, tenho me dedicado ao naturismo de forma ativa.

Não vejo sentido em termos que usar roupas para tomar banho de rio, de mar, por exemplo. A distinção entre partes do corpo próprias e impróprias é uma criação social e o naturismo vem para romper com esse conceito de forma responsável e pedagógica. Isso é extremamente importante, além de defender a consciência ambiental e coletiva.

João Pinto

Comunicação Social

Solteiro, 32 anos, servidor público, formado em Ciência da Computação e atualmente graduando em Educação Física.


Tive minha primeira experiência naturista em 2015, quando visitei a Praia de Tambaba. Tudo foi muito natural.

Só fui a Tambaba porque me convidaram e depois desse dia sou naturista. Bastou me permitir uma vez!

O bom do naturismo pra mim é a convivência e a possibilidade de fazer sempre novas amizades com outros naturistas.

Filomena Morais

Conselheira

Solteira, 62 anos, servidora pública aposentada e mãezona de todos no NU-RN.


Desde cedo eu gostava de tomar banho nua, nas lagoas das terras de meu avô, no município de serrinha onde nasci e vivi até os 15 anos. Mas não sabia que já era naturista.

Em 2011 fui conhecer a Ecovila da Mata-BA, foi meu primeiro nu oficial junto com meu amigo/irmão Waldo na Ecovila e na praia de massarandupió. Mas sempre dava um jeitinho de fazer meu naturismo quando encontrava uma praia deserta em SP, onde vivi muitos anos.

A sensação de liberdade, o contato com a natureza, a convivência com pessoas de mente aberta, que já transcederam a questão do corpo nu é fantástico!

Otaciana Araújo

Conselheira

Em relacionamento sério, 59 anos, agente de viagem e terapeuta.